Hoje, a tecnologia se faz presente nas escolas de forma inédita em nossa história. Os meios de comunicação promovem a interação entre ser humano e técnica constantemente, em tempo integral. Com isso, modifica-se a forma tanto de ensinar quanto de aprender. Educadores e estudantes fazem parte desse contexto e deslumbram-se com a nova realidade tecnológica; ansiando por descobrir as novidades que essa nova realidade tem a oferecer.

A introdução de práticas de robótica pedagógica nas escolas tem sido um diferencial apresentado por algumas instituições com o objetivo de estimular o raciocínio lógico-matemático de seus estudantes e o desenvolvimento de suas habilidades motoras, através de um aprendizado significativo construído concretamente através da aplicação direta dos conhecimentos teóricos.

Neste enfoque, o ambiente de aprendizagem baseado em dispositivos robóticos consiste em desenvolver atividades de robótica pedagógica em situações problematizadas, propiciando o aprendizado das ciências em geral num ambiente de sala de aula nos diferentes níveis de ensino.

A robótica pedagógica valoriza ainda as práticas da cooperação, da não-violência e do companheirismo entre os participantes, aprimorando valores éticos que surgiram da evolução das sociedades humanas.

As aulas de robótica pedagógica no Colégio Santa Emília ocorrem de forma extracurricular, atendendo grupos de estudantes matriculados desde o 6º Ano do Ensino Fundamental até o 3º Ano do Ensino Médio. Além das aulas, há treinamentos direcionados e específicos para as equipes participantes de competições.

Apesar de se tratar de um projeto recente, o Colégio Santa Emília assumiu posição de destaque dentre as demais instituições pernambucanas ao conseguir sagrar-se campeão nos dois níveis disputados na etapa regional da Olimpíada Brasileira de Robótica (OBR) e suas equipes representaram Pernambuco na fase final da OBR, que ocorreu em São Bernardo do Campo, estado de São Paulo, entre os dias 23 e 28 de outubro de 2010.

Paralelamente à OBR, houve a inédita participação na fase nacional da Robocup Junior Dance. O projeto inscrito denominou-se “Um sonho de carnaval: o frevo robótico” e levou ao palco a exaltação à cidade de Olinda e seu carnaval, expressa no frevo Olinda Nº 2, mais conhecido como “Hino do Elefante de Olinda”.

O ritmo contagiante do frevo, atrelado aos valores culturais que fizeram parte do enredo tornaram a apresentação única e valorosa, ao carregar elementos culturais tão representativos de um povo.

Com o sucesso da apresentação diante dos jurados e público, a equipe do Colégio Santa Emília sagrou-se campeã brasileira da Robocup Jr. Dance, no nível 2 (destinado ao ensino médio), conquistando o direito de representar o Brasil na fase internacional da competição, que ocorrerá em julho de 2011, em Istambul, na Turquia.

Veja aqui Certificado de Campeão Brasileiro de Robótica